A primeira coisa a fazer é planejar. Amadurecer questões. Não espere vir de fora as respostas que devem te ajudar nesta nova jornada. VOCÊ tem que orquestrar isto. Claro que além da sua reflexão e ação, é fundamental contar com ajuda de especialistas, quem já vivenciou o momento, interligando vários temas. Tais como: planejamento financeiro, qualidade de vida, senso pessoal de produtividade e principalmente, PROPÓSITO de vida. O seu propósito! Estar aposentado significa alçar um novo momento de vida, mas, com significado. Portanto, repactue as coisas importantes. As suas ESCOLHAS. O que te traz felicidade? Se pergunte mesmo? O que deseja? Como fazer? Como se preparar? Sim, P.R.E.P.A.R.O!!

Mesmo que a resposta seja inicialmente: não quero fazer mais nada. Estou satisfeito e quero curtir. Ok. Mas,curtir o que? Quem? Por quanto tempo pensa em ficar desta maneira? Como isto será sustentável? “Vamos combinar” – Isto não pode ser um martírio, e sim, um prazer merecido.

Estou aposentado e agora? Há de surgir algo que me faça feliz. NÃO… deste modo irreverente de ser. Há contas para pagar. Há auto estima para cuidar. Há tempo para administrar. Há quem ajudar… Embarque em um momento de diálogo com você, sobre: Que tal ser um mentor em projetos específicos: O que é isto? Aportar o que você sabe, trilhou com experiências para outra pessoa. Talvez mais jovem, ou mais inexperiente no tema, ou novato … ou seja, o seu capital intelectual acumulado há anos em outras mentes, transferindo conhecimento e respeitando o tempo do outro em absorver tal legado. Isto é bem interessante. Mas, tem que ter método, estrutura e não apenas um blá, blá, blá.

Mas, isto dá outro tema para o nosso blog colméia. Ou, quem sabe, abrir um novo negócio? Com parte do valor que possui, investir em algo que traga satisfação. Não possui valor algum – já usou tudo, Ok! Não desanime, busque algo novo. Quem sabe pode ser uma fonte de renda adicional, complementar? Sabe cozinhar bem? Sabe lecionar?  Saber dialogar e mediar conflitos?  Sabe costurar?  Sabe jardinagem?  Sabe administrar negócios? Sabe cuidar de parentes? Sabe vender imóveis? Sabe comercializar produtos? Sabe tocar algum instrumento? Sabe escrever e entreter o leitor? Sabe planejar finanças? Sabe tecnologia? Sabe cuidar do lar muito bem, mas, nunca teve tempo? Sabe literatura? Sabe que tem talento e fôlego para estudar e cursar algo novo? Cada um sabe o seu forte ou se não descobriu ainda, comece agora – faça as suas perguntas. Milhões de possibilidades…

Leia, pesquise na web, aprenda – dedique parte de seu tempo agora a este novo momento que vai surgir.

Mas, assim que se concretizar a tão sonhada aposentadoria de fato e não somente de direito – se permita uma pausa (o seu tempo). Tenha em um primeiro momento, O SEU TEMPO.

Não parta para algo de bate pronto, estilo supetão. Se deixe aproveitar uma pausa ou um descanso produtivo. Recarregar as baterias, família, rever velhos planos, amigos, lugares, feitos prazerosos… Tenha em mente, como FUNDAMENTAL – Como está a sua saúde? A sua família?

A sua alimentação? As atividades físicas? As suas relações? A sua espiritualidade? A sua compaixão pelo próximo? Coloque a ordem coerente para você, rs… Qual o valor disto em sua vida? Não a quantidade de horas dedicadas, mas sim, a QUALIDADE destas horas e feitos? Priorize mais… Escolha mais! Seja seletivo para TUDO na vida. Ahhh as escolhas, sempre elas …já falamos acima e eu volto ao tema novamente. Mas, acredite na sua intuição e faça estas escolhas com fundamentação. Tenha humildade de ouvir outras pessoas e suas histórias. Mesmo que acredite que acumulou um SABER diferenciado ao longo da sua trajetória. Ouça! Outro ponto importante: estar aposentado, por favor, não significa ficar em casa SEM UM PORQUE! JAMAIS! Seja responsável – ajude ao próximo como um agente social – sim, tenha tempo, tenha vontade, tenha ALEGRIA em ajudar o próximo. Tenha entusiasmo para viver!

Tantos que não podem ler …
Tantos que não tem com quem conversar e trocar ideias…
Tantos que não tem um carinho e uma palavra amiga…
Tantos que não tem o que comer, o que vestir, o que se agasalhar…
Como você pode fazer a diferença com seu tempo e poucos recursos – às vezes a sua atitude é o que basta e nada mais.

Enfim, este papo daria muitos caracteres… mas, lanço aqui algumas sementes de reflexão.
Felicidade sempre e acredite em seus planos.
Eu estou torcendo por você!
Cláudia Danienne Marchi

Sócia Diretora Degoothi Consulting

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *